Director: António Amaral
 
  • Home
  • Turismo
  • Cultura
  • Economia
  • Educação
  • Desporto
  • Política
  • Mundo
Este é o novo jornal com informações de fontes digna de fé, sem vencedor e nem vencido

Tribunal Supremo Continua Protegido pela Classe

Oposição Funcionários e Populares

São Tomé, 8Mai. ( A Voz de São Tomé) - Silvestre Leite mandou passear o Tribunal Supremo de Justiça esta segunda-feira em solidariedade com Silva Cravid, Alice Vera Cruz e Frederico da Glória que o Parlamento decidiu uma Resolução desde sexta-feira.

Segundo a carta do, único juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça, que não foi alvo do golpe da maioria parlamentar, diz que não concorda com a forma como foi posta em causa as competências do Conselho Superior da Magistratura Judicial, e a violação grosseira da Constituição Política de São Tomé e Príncipe, pela Resolução do Parlamento.

O Silvestre Leite, deve estar muito triste na alma e no sangue porque em duas vezes deu facilidade aos Monteiros reinarem e hoje já não há razão de ser no seu ponto de vista, essa carta vazia para derrubar com o triunfalismo a Corte Suprema no coração do «Estado do Direito Democrático».

Para além do leite, Associação dos Magistrados levou também a sua solidariedade ao Presidente do Tribunal Supremo, Manuel Gomes da Silva Cravid, com um encontro e concentração no Palácio da Justiça, Arca de Aliança de Oposição de São Tomé e Príncipe, três autocarros e uma carinha da população da cidade de Neves e mais diversas pessoas estiveram na concentração desde as nove horas até ao meio a frente do Palácio de Justiça, convocado pelo facebook na tarde deste domingo. Também já está conhecida a posição da Ordem dos Advogados que veio mais uma vez esta tarde de segunda-feira, reforçar o Tribunal de Silva Cravid.

Tem piada que esta é a terceira vez que o Tribunal dá razão ao empresário angolano, Mello Xavier, a saber: a primeira foi quem escolheu o Nino Monteiro para Fiel depositário do Tribunal de Lembá para a «Fabrica Rosema» que é o ex-Juiz do Tribunal de Lembá, Augero Amado Vaz, depois do Nino lhe passar a perna! Ele voltou e recuou na sua decisão e deu imediatamente a razão ao Mello Xavier e o Tribunal Supremo passou por cima e mandou Augero Amado Vaz fiar broa.

A segunda vez, foi nomeado o Juiz Pinheiro depois de também analisar o caso de ROSEMA, volta a dar razão ao Mello Xavier e também foi recusado a sua decisão a partir dum Despacho feito por Silvestre Leite a partir do fax, em plena Conferência dos Presidentes do Supremo Tribunal Justiça da CPLP em Cabo Verde, por via fax e não passou nada!

Desta-feita como não há duas sem três, o anjo da guarda de Nino Monteiro não esteve a porta do inferno e o advogado de Mello Xavier, Pósser da Costa, pediu a abertura do processo ROSEMA com novos elementos palpáveis e foi aceite. Onde o Supremo Tribunal enviou o caso para Ministério Publico que por sua vez deu parecer favorável ao Mello Xavier. Então a Corte Suprema escolheu um relator que recaiu na pessoa do Juiz Frederico da Gloria que fez um Despacho com 66 folhas A4, dando finalmente a razão ao angolano Mello Xavier, que comprou a Fabrica ROSEMA no concurso Internacional de Hasta Publica, promovido pelo Banco Mundial depois de afastar o Estado Santomense das empresas públicas em São Tomé e Príncipe.

Segundo o Jornal de Angola, dá conta que o Mello Xavier encontrou-se com o Chefe da Diplomacia de Angola e amanhã vai apresentar queixa ao Banco Mundial que visionou o concurso Internacional da Fabrica Rosema.

Todavia o a 10ª Conferência dos Presidentes dos Tribunais Supremos da Justiça dos País da CPLP, para já que os participantes deviam começar a chegar hoje terça-feira; está suspenso devido este trambolhão do famoso caso de Rosema.

Tem piada que Nino Monteiro foi feliz contemplado na Conferência de Tribunal Supremo da CPLP em Cabo-Verde, por ser descendente cabo-verdiano há uns anos de reinado. E agora, infeliz na Conferência de Supremo Tribunal da Justiça de CPLP para São Tomé e Príncipe com as lagrimas de crocodilo do Príncipe Don Carloto.

RR-Fim / VST

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 
 
 
 
 
 
Desenvolvimento: JS    

Copyright © A Voz de São Tomé - Todos os Direitos Reservados - 2012 - 
Contacto: +239 990 9429 - E-mail: intermamata@gmail.com